Muçulmano mais consistente com a Bíblia do que arcebispo católico | 27Mai2013 16:31:21

Publicado por: XavierSilva

Q_A_0638.jpg

Um programa nacional de TV de grande audiência na minha terra natal, a Austrália, chamado "Q & A", contou com o seguinte painel:

    O arcebispo católico romano de Brisbane, Austrália
    O diretor-fundador da Unidade de Pesquisa Islâmica da Universidade de Griffith (GIRU) e diretor do nó de Queensland do Centro Nacional de Excelência para Estudos Islâmicos (NCEIS)
    Um budista tibetano
    Um ateu homossexual
    O diretor artístico do Festival de Música de Queensland para os programas de 2009 e 2011

Podem visualizar o programa abaixo. Vale a pena assistir ao programa inteiro, mas eu destaquei o seguinte:

1. Nos primeiros oito minutos, o painel é questionado sobre a criação. A questão colocada por uma pessoa na platéia era realmente um problema em si, em que a pessoa falou sobre a bela criação. Mas, claro, nem tudo é lindo, há beleza, mas também feieza, porque a criação "muito boa" ficou manchada pelo pecado. Mas, claro, esse assunto nunca foi discutido. Mas a parte mais marcante desta seção no programa de TV foi que o arcebispo católico totalmente rejeitou Génesis, agradeceu a Deus por Darwin, e disse que Deus só é bom para uma coisa! Para mim, o arcebispo católico parecia quase mostrar desprezo pela Palavra de Deus, mas o muçulmano falou com autoridade e mostrou claramente que ele acredita no seu Alcorão como autoritário. E ele defendeu a existência de um Adão literal e de uma Eva literal. Na verdade, todos, exceto o líder muçulmano pareciam estar mais perto do ateu em suas crenças, incluindo o arcebispo católico.

2. No ponto 44:25 do programa, assistimos a uma discussão sobre a homossexualidade. O arcebispo da Igreja Católica, mais uma vez, falou em torno da questão, deu as suas opiniões, e não disse nada definitivo. Mas quando chegamos ao muçulmano, ele chamou a conduta homossexual um pecado e também discutiu sobre mostrar compaixão para com os homossexuais. O muçulmano falou com autoridade e realmente deu uma resposta muito mais "cristã", se quiserem, do que o arcebispo, que não mencionou a palavra pecado.

3. Na última seção, no ponto 52:45, vamos, infelizmente, ouvir o arcebispo tentando encontrar palavras para lidar com a questão do casamento homossexual. Isto acontece porque ele não fala com a autoridade da Palavra de Deus. O arcebispo apenas deu as suas opiniões, e acabou encurralando-se. O arcebispo apenas falou sobre a "sabedoria das eras", seja o que for que isso quer dizer.

Convido-vos a assistir às três seções que destaquei - vejam o vídeo abaixo. Se apenas os líderes cristãos (e os cristãos em geral) falassem com o mesmo tipo de autoridade sobre a Palavra de Deus como o homem muçulmano fez sobre o Alcorão, a igreja não estaria na confusão que está hoje.

Ken Ham





http://blogs.answersingenesis.org/blogs/ken-ham/2013/04/04/muslim-more-christian-than-catholic-archbishop/?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+KenHam+%28Around+the+World+with+Ken+Ham%29






Partilhar:

Artigos Relacionados
Comentários

Nome:
Endereço de email (não será publicado):
comentários:

Procura
Últimas Galeria
©2017, BlogTok.com | Plataforma xSite. Tecnologia Nacional